BRINCAR A PENSAR

PORQUÊ?
Na verdade, o pensar é aqui entendido como uma brincadeira, mas daquelas muito sérias. Uma brincadeira que nos faz tomar consciência de uma pergunta, da importância que ela tem para nós e, também, das respostas possíveis. Esta estratégia metodológica de inspiração socrática tem como ponto de partida uma provocação, um problema ou uma pergunta que o grupo se dispõe a analisar.
 Há um trabalho que acontece por via do jogo das perguntas e do diálogo, do lúdico, para manter o nível de interesse, motivação e curiosidade das crianças e do facilitador. 
 A Filosofia, na sua vertente mais socrática, fomenta a prática do diálogo (o confronto de ideias: refutando e sendo refutado), pois vê neste o meio mais adequado para desenvolver o autoconhecimento, o respeito pelo outro e a construção de ideias lógicas e plausíveis.
 Esta atitude revela-se essencial dentro de um quadro educativo que procura romper com a educação para instruir e contribuir essencialmente para uma educação para pensar, que implica a reflexão, a crítica e a criatividade. 
 Trata-se de aprender a pensar, ou seja, ajudar os mais novos a refletir sobre a realidade que os circunda, a tomar posições, a aprender a debatê-las com os outros, justificando-as, numa efetiva educação para uma cidadania plena que, é nossa convicção, deve ser estimulada desde a 1ª infância. 
As crianças e os jovens são, por natureza, curiosos e questionadores. O Projeto Brincar a Pensar pretende partir dessa curiosidade natural e com ela fomentar o diálogo sobre as relações entre o Eu e o Mundo, que é o mesmo que dizer entre o Eu e o Outro. Não se pretende promover “lições”, mas debater em comunidade questões e temas pertinentes para as faixas etárias envolvidas.

COORDENAÇÃO
Marta Serôdio
Victor Vasconcelos

COORDENAÇÃO
Marta Serôdio
Victor Vasconcelos

DESTAQUES

QUEM SOU EU?

Estes desenhos serviram de pranchas de apresentação das questões colocadas no pré escolar e no 1º ciclo, tendo sido elaborados pela aluna Wellen do TAI (Técnico de Apoio à infância) e aplicadas em sessões no pré escolar e 1º ciclo.